Topo com as obras de arte de Francisco Panachão
           Área do Cliente:   Email Senha Ver Cesta de compras Minhas compras : R$ 0,00  
 
  Poesias >> Dizer-te

Dizer-te



Dizer-te sempre o que se espera....,
Tem um mérito relativo...
Porquanto sincero,o sentimento altivo,
Parece doce som que se tolera...

Talvez nem fosse preciso,
De novo ,nesta data como quero,
Dizer-te que te amo, de modo austero...,
Mas é para nunca soar , de modo indeciso...

Hei de dizer-te sempre: "Te amo..."
Por quantas vezes me for possível...
De maneira simples..., ou com pompa incrível...,
Até que eu próprio emudeça , salvo engano...

Assim, até que me cale a voz...,
Quero dizer-te sempre o que se espera...,
O que não se altera nem em pensamento ...,
"Amor ...,o meu intento..,é nunca deixarmos de sermos "nós"...




Francisco Panachão 13/04/2004