Topo com as obras de arte de Francisco Panach„o
            
 
  Poesias >> Vis√£o

Vis√£o

Tornei... a vê-la...
√Č cinza quente...,,
Que de repente,
Se torna ardente...
Com todo calor...,
Violento sabor,
Que desses l√°bios...,
À memória salta...
E o ar em falta
Me prende a respiração...
Salta às veias,
Aperta o peito..., o coração...!
Ah! Foi a vis√£o mais bela...
Tornei a vê-la...
Você..., na multidão...

Francisco Panach√£o 03/06/80