Topo com as obras de arte de Francisco Panachão
           Área do Cliente:   Email Senha Ver Cesta de compras Minhas compras : R$ 0,00  
 
  Poesias >> A Arte a serviço do Amor

A ARTE A SERVIÇO DO AMOR

Em todo canto...,
Que haja um pranto,
Que se perde no ar...,
Há sempre um encanto ,
Puro e franco,
Que o pode parar...

Porque há pranto,
Que só pede atenção...
Outros..., um carinho...,
Um gesto de emoção...
De alguém um "tempinho"
Uma luz no coração...

Prá ser feliz....,
Alguém me diz,
Que de certo é tão pouco...
Que até o ouvido mais mouco,
Fica louco prá entender esta canção...

Em todo canto...,
Que haja um pranto,
Que se perde no ar...,
Há sempre um manto,
Suave e branco ...,
Que o pode parar...

Amigo...., seja franco....,
Será "quanto"... e "tanto"...,
Que não se possa sonhar...?
É na verdade...., entretanto,
Uma questão prá se pensar...,
Que prá enxugar qualquer pranto...,
Não é muito...., mas é uma arte...
Basta querer..., prá poder amar...


FRANCISCO PANACHÃO
29/03/99