Topo com as obras de arte de Francisco Panachão
           Área do Cliente:   Email Senha Ver Cesta de compras Minhas compras : R$ 0,00  
 
  Poesias >> Anjos da Madrugada

ANJOS DA MADRUGADA


Tomai meu braço, minha pena...e relembrai os vossos desejos...
Queridos amigos,poetas de outras eras...,que me eram tão caros...
O brinde que agora levanto é para vós...,companheiros do éter,
Que se revesam como um grande balé de essências suaves e doces...

Que brilho...,que Luz me desce do alto e me toma por inteiro,
Faminta de lembranças e desejos de expressão...,
Como velha arca que se abre no sótão,da mais antiga casa da região....

"-Que lêem na minha apagada mente...?
Ainda sou este..,aquele de outrora...?
Poeta das horas...,dos amantes vigilantes da madrugada...
Aquele mesmo que da pena buscava viver....?"

Oh...!Pobre homem de letras ,rabiscos e montes de escritos...
Que papéis deixaste soltos ao vento....!
E como esse vento carrega rápido , folhas soltas no tempo...!

Mas pensas uma coisa...: Nada foi em vão !
Se hoje tens o que tens, é porque bem o mereceste...
E aproveita teus dons que esse Deus magnífico,
Pintou em ti , para a grande tela da vida....

Dorme teu sono do esquecimento,que agora ,
É o que mais te aproveitas...
E constrói ao teu redor ,toda luz que puder...
Poeta dos sonhos..,dos incompreendidos e dos desvalidos....
São teus os amigos que te falam agora...
E olha que te queremos muito bem...!

Traça com mão forte o rumo de teus caminhos de hoje.
Nas horas que puderes,sem que te ocupes em demasia,
Derrama tua fonte de criação e abre a porta para nós outros,
Que te seguem juntos na infinita estrada da Criação...

Deus nos guarde e inspire cada vez mais..,
Pois que nosso alimento são também nossas eternas emoções...
Dos que te querem e adimiram....
Anjos da madrugada...


Francisco Panachao 11/05/1996