Topo com as obras de arte de Francisco Panach„o
           Área do Cliente:   Email Senha Ver Cesta de compras Minhas compras : R$ 0,00  
 
  Poesias >> ‚ÄúUma Estrela no Meu C√©u...‚ÄĚ

‚ÄúUma estrela no meu c√©u...‚ÄĚ


Às vezes, quando olhamos as estrelas...em raros momentos de reflexão íntima, nos vemos projetados num infinito sem fim...


Quando nos damos conta, de repente....,estamos flutuando em meio √† elas, como min√ļscula luz desgarrada da gigantesca rede cintilante, que arrasta na imensid√£o, todos esses mundos e consci√™ncias....


Percebemos ent√£o que somos apenas uma pequena gota luminosa, confundindo-se no seio de um imenso mar humano...,mas ainda assim sem d√ļvida, um ponto distinto de luz ,entre outros...


√Č assim que me sinto quando olho as estrelas fora do alcance das m√£os e ao mesmo tempo t√£o perto de n√≥s... Somos parte de tudo isso que brilha al√©m de nossa compreens√£o...., al√©m daquilo que percebemos com os nossos olhos pequenos de escurid√£o...


Eu tamb√©m sou uma simples luz em meio a outras, mas √†s vezes,(...na verdade todas as vezes...), quando agora olho as estrelas..., apesar de milh√Ķes...,trilh√Ķes...na ab√≥boda celeste...,consigo ver voc√™ ,que se destaca em meio a tantas outras estrelas de intenso brilho....


E l√° est√° voc√™..., cintilando para mim de modo especial , que n√£o me deixa perd√™-la de vista, nesse mar de luzes e brilhos, porque voc√™ √© voc√™..., voc√™ √© a minha estrela, a minha luz que me guia e me faz sonhar tranq√ľilo nas noites escuras...e nunca se perder na ilus√£o do brilho falso, na luz que ofusca ao inv√©s de aclarar o caminho, ou numa multid√£o de prazeres f√ļteis e passageiros...


Desde o primeiro momento que te vi, sabia que havia descoberto algo importante para mim...Voce fez parte de minhas primeiras descobertas , de muitas viagens de exploração, de muitos momentos e de muitos sonhos que pensei nunca mais poder viver... Povoou meu imaginário traçando tua presença prá sempre nos mapas da minha vida apesar de por longo tempo,te pensar perdida...

Mas tal qual corpo celeste de órbita precisa, eis você de retorno , após o ciclo da evolução dos tempos ter-se completado por força dos destinos....
Voc√™ agora √© uma estrela √ļnica no c√©u da minha vida...para a qual quero voltar o meu olhar e cora√ß√£o, todas as vezes que fitar o infinito √† noite..., todas as vezes que meu cora√ß√£o se sentir pequeno ou triste...Todas as vezes que sentir a alegria de viver e respirar pelo simples prazer de poder fazer isso...

Quero ver-te resplandecente no c√©u, a guiar-me como norte de b√ļssola nas m√£os de viajante em mar revolto...

Achar-te de novo é como ver um cometa raro que risca um céu incrível de acontecimentos passados e futuros, em meio a um sonho distante do qual se acorda com a certeza da atual realidade, onde se é verdadeiramente feliz....

Quero sentir-te como a alegria da rota certa, como a guia inequívoca do aprendizado eterno de meu espírito imortal...

Quero fitar-te deslumbrado pelo teu brilho e achar-te pela tua luz especial...

Quero aportar-te como em porto seguro e seguir-te na jornada de todos os meus dias...

Quero olhar-te como estrela no meu céu e saber que posso achar-te todas as noites ... e vivê-la todos os dias..., sem nunca mais, perder-me de teus olhos...

--------------------------

Fran 21/03/2009